Efetuar uma visita de campo ao local de intervenção é, para nós arquitetos paisagistas, uma parte fundamental do processo de projeto, e normalmente apresenta-se como uma das primeiras etapas do mesmo.

As informações recolhidas numa visita de campo permitem-nos conhecer as ideias e os objetivos pretendidos pelo cliente e otimizar da melhor forma possível o projeto de acordo com as características e condicionantes únicas do local e, em última análise, melhorar a experiência dos futuros utilizadores naquele local em específico.

Que ferramentas usamos para recolher essas informações?

As ferramentas disponíveis no mercado para agilizar este tipo de tarefas são imensas e cada equipa de projeto certamente terá as suas preferidas e mais ajustadas de acordo com o seu método de trabalho, porque no fim de contas o que interessa é assegurar que as características preliminares do projeto foram bem recolhidas e armazenadas.

Neste seguimento, partilhamos as ferramentas que atualmente nos acompanham em todas as visitas de campo e reuniões de trabalho.

  • Mala para documentos;
  • Tablet de 10″;
  • Caderno para notas e esquiços;
  • Prancheta;
  • Canetas, lápis e marcadores;
  • Régua de escalas;
  • Catálogo de cores RAL;
  • Cartões de visita;
  • Documentos de apresentação;

  • Mochila para câmera fotográfica;
  • Câmera fotográfica;
  • Tripé, lentes e filtros;
  • Fitas métricas;
  • Medidor de distâncias a laser;
  • Capacetes de segurança;

Gostou deste artigo? Então conheça mais publicações sobre os recursos que utilizamos no nosso dia a dia de trabalho, quer no estúdio, quer no terreno.

Tem alguma questão? A melhor forma de nos perguntar é usando o formulário de contacto da nossa página de internet. Se preferir também pode deixar-nos uma mensagem privada no Twitter ou no Instagram. Teremos todo o gosto em ajudar!

🔔 SUBSCREVA A NOSSA NEWSLETTER