O documentário “Tudo é Paisagem”, da autoria de Duarte Natário, e realizado com o apoio técnico e financiamento da APAP, é uma procura das origens, histórias, obras e nomes que marcaram a Arquitectura Paisagista portuguesa até aos nossos dias.

A partir do primeiro até ao seu último projeto de referência e através de encontros, fotografias e memórias, Duarte Natário, decide fazer um percurso pela Arquitectura Paisagista numa tentativa de dar a conhecer o legado dos pioneiros e os desafios de uma profissão que muito tem contribuído para a qualidade da paisagem e do espaço público.

Uma história com cerca de 70 anos que encontra em Francisco Caldeira Cabral a sua figura tutelar. Foi ele quem criou o primeiro curso desta área em Portugal, em 1941, e foi também ele quem deu, ainda antes disso, “uma primeira lição de arquitetura paisagista em Portugal” com o projeto do Estádio do Jamor.

Em “Tudo é Paisagem”, o realizador aborda outras obras como o Expo”98, os jardins de Serralves e da sede da Fundação Gulbenkian, em Lisboa, a praça da Ribeira das Naus e parques como o da Cidade do Porto, apoiando-se em 25 entrevistas a arquitetos paisagistas, arquitetos e historiadores para retratar a evolução da área em Portugal, num filme com duração aproximada de uma hora e que é o primeiro registo, neste formato, da história da arquitetura paisagista em Portugal.


Gostou deste vídeo? Então dê uma vista de olhos noutros vídeos que partilhamos no nosso blog ou então no nosso canal no Youtube!

Tem alguma questão? A melhor forma de nos perguntar é usando o formulário de contacto da nossa página de internet. Se preferir também pode deixar-nos uma mensagem privada no Twitter ou no Instagram. Teremos todo o gosto em ajudar!

🔔 SUBSCREVA A NOSSA NEWSLETTER

📌 Texto original disponível em: <https://www.jn.pt/> acedido em: 07 de Novembro de 2020.